Escolhe destino
ieversion.notsupported
portada-sicilia.jpg

Guia de Viagem Sicília - Planeje suas férias na Sicília

Seis razões para visitar a Sicília

Localizada no coração do Mediterrâneo, a Sicília vem conquistando viajantes durante anos com suas riquezas culturais e paisagens de tirar o fôlego. Com o Guia de Viagem Palladium você vai descobrir o que essa ilha italiana oferece e porque ela é tão famosa por sua comida, clima e arquitetura de mais de 2500 anos. A Sicília não decepciona. A areia branca com pedras cinzentas e enseadas escondidas são como convites a escapar para algumas das mais belas praias do Mediterrâneo. A paisagem é diversa e vai de praias a montanhas exuberantes, com penhascos altos e florestas densas. Destino perfeito para atividades ao ar livre, onde os visitantes podem escalar até o vulcão do Monte Etna, mergulhar nas águas mornas e cristalinas ou explorar as várias ilhotas ao redor. O solo fértil dá frutos e ingredientes saborosos para vinhos premiados, azeite rico, peixe fresco e deliciosos pratos típicos da culinária italiana. Esses são alguns dos must-haves da ilha. Dos mosaicos bizantinos aos templos gregos e catedrais romanas, a Sicília respira história antiga, com verdadeiras obras primas arquitetônicas. A capital da ilha, Palermo, foi centro de uma intensa troca intelectual por milênios e guarda ruínas do século XII espalhadas por entre os mercados e museus modernos. - Onde fica a Sicília?A Sicília é uma ilha ao centro do Mediterrâneo, formando a região mais meridional da Itália. Fica separada do continente italiano a leste pelo Estreito de Messina e a cerca de 90 quilômetros a norte da ilha de Malta. - Qual a melhor época para visitar a Sicília?A Sicília tem um longo verão com clima ameno desde a primavera até o outono. Mesmo durante o verão, quando as temperaturas sobem um pouco, o lado nordeste da ilha recebe ventos costeiros que tornam o clima fresco e agradável. Entre maio e junho os portos estão cheios de pescadores trazendo do mar atum fresco. Também é nessa época quando as laranjas e amêndoas florescem. Para o inverno, entre outubro e maio, o interior da Sicília tem montanhas com neve e o Monte Etna fica coberto de branco.

Informação prática

Suas férias na Sicília serão repletas de mar, lugares históricos e uma deliciosa cozinha siciliana.Antes de planejar seu itinerário, reservar um passeio ao Monte Etna ou explorar as ilhas Eólias, é essencial conhecer algumas informações práticas para sua viagem à Sicília. Aqui estão algumas dicas úteis sobre seguro, documentos de visto, gerenciamento de dinheiro, comunicação, saúde e dicas do que levar na bagagem.
  • Qual a documentação necessária para entrar na Itália?
    Todos os cidadãos que viajam para a Sicília precisam de um passaporte com validade de pelo menos seis meses antes da data de partida. Os cidadãos da UE podem entrar com um cartão de identificação ou passaporte atual, mas os cidadãos de países de fora da UE devem conhecer os requisitos de visto na Embaixada da Itália, uma vez que a Itália é um país Schengen. Para os brasileiros portadores de passaportes brasileiros, o visto de turista é dado na entrada na União Europeia (UE) e têm validade de 3 meses após a data de entrada em território europeu.
  • Preciso de um seguro viagem para viajar para a Itália?
    O sistema de saúde nacional italiano fornece atendimento médico de emergência gratuitamente nos hospitais públicos. Os cidadãos da UE com cartões de seguro de saúde europeus podem acessar os cuidados de saúde fornecidos pelo estado a custos reduzidos ou gratuitamente, dependendo dos cuidados necessários. A maioria dos médicos e dentistas, bem como os hospitais privados, pedem pagamentos antecipados. Antes de viajar, descubra quais serviços o seu seguro de saúde cobre para garantir que você seja reembolsado em caso de tratamento médico inesperado. Os hospitais privados podem ser caros, por isso o seguro saúde é recomendado. Como em todas as viagens, muitas apólices de seguro abrangem atividades potencialmente perigosas, como motociclismo e esportes aquáticos. Para se proteger contra lesões e roubos de objetos de valor, faça um seguro de viagem mais completo.
  • Viajar para a Itália pode oferecer riscos à minha saúde?
    A Sicília é um local com baixo risco, em termos de segurança da saúde. Oficialmente, os viajantes não exigem nenhuma vacina. Recomenda-se, no entanto, a vacinação contra Tétano, Difteria e Influenza.
  • Como se paga na Itália?
    A moeda oficial da Sicília é o euro. É aconselhável trocar algum dinheiro antes de viajar, já que os caixas eletrônicos dos aeroportos às vezes ficaram sem cash em temporadas de pico. As casas de câmbio estão presentes na maioria das áreas turísticas, mas as taxas cobradas podem ser um pouco mais altas. Há muitos caixas eletrônicos e a maioria dos lugares aceita cartões das bandeiras MasterCard e Visa. Alguns museus e estabelecimentos menores, no entanto, só aceitam dinheiro. Por isso é recomendável andar sempre com euros. Em geral, travel cheques são difíceis e demorados de trocar. No que diz respeito a gorjetas, elas são geralmente incluídas automaticamente na conta do restaurante. Se necessário, você pode somar até 10% da conta total para agradecer pelos bons serviços. Nos restaurantes, o pagamento pelos aperitivos como pão e azeite são comuns. Deixar pequenas gorjetas para motoristas de táxi, café baristas e bartenders é comum.
  • Quais os fusos horários da Itália?
    A Sicília segue o fuso horário da Europa Central, normalmente 3 ou 4 horas à frente do horário de Brasília.